Encontro de Distribuidores de energia eléctrica

A Cooperativa de Electrificação A LORD promoveu no passado dia 17 de Março, nas suas instalações, um encontro com todos os pequenos Distribuidores de energia eléctrica, a operar em Portugal. Estiveram representados, para além da Cooperativa de Electrificação A LORD: Cooperativa de Electrificação A CELER, a Cooperativa Eléctrica de S. Simão de Novais, a Casa do Povo de Valongo do Vouga, a Cooperativa Eléctrica de Loureiro, a Cooperativa de Electrificação de Vilarinho, a Cooperativa Eléctrica de Vale D’Este, a Cooperativa Eléctrica de Moreira de Cónegos, a CoopRoriz, e a Junta de Freguesia de Cortes do Meio.

Neste encontro foram debatidos temas estratégicos de interesse comum, com o intuito de fortalecer e consolidar a acção e posição destes operadores do SEN que, apesar da sua reduzida dimensão, são uma crucial e vital parte do mesmo.

IMG_9716

 

b9830d90982b92b071368aeffe0005ae_selfie

Resultados Eleitorais

Eu, António Jorge Silva Castelo, presidente da mesa da Assembleia declaro que concluído o escrutínio da Assembleia eleitoral, e feita a contagem dos votos, os seguintes resultados:

  • Votantes: 73;
  • Lista A: 72 votos;
  • Votos brancos: 1 voto;
  • Votos nulos: 0 votos.

É declarada como vencedora a Lista A, mantendo-se todos os elementos dos órgãos, sendo o Conselho de Administração composta por:

  • Francisco Leal;
  • Manuel Cunha;
  • Francisco Ramos;
  • Miguel Ferreira;
  • Francisco Pacheco.

 

5 de Março de 2017

 

O presidente da Assembleia,

 António Castelo

A Qualidade de Serviço Cabe a Todos

campanha

A Cooperativa de Electrificação A LORD participou no dia 2 de Junho de 2015, no âmbito da comemoração do Dia Mundial de Energia, num seminário dedicado à qualidade de serviço técnica do sector eléctrico, organizado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).
O seminário, que se realizou nas instalações da ERSE assinalou o início da campanha “A Qualidade de Serviço Cabe a Todos”, que tem por objectivo sensibilizar os utilizadores das redes eléctricas de que a melhoria da qualidade de serviço deve contar com a contribuição de todos, sendo uma responsabilidade global.
Nesse sentido, a Cooperativa de Electrificação A LORD assinou, a par de mais 22 entidades do sector eléctrico, um protocolo de parceria com o objectivo de promover informação sobre a vertente técnica da qualidade de serviço através de um conjunto de iniciativas temáticas.

Para mais informações consulte o site oficial desta campanha – A Qualidade de Serviço Cabe a Todos.

 

Resultados Eleitorais

Eu, António Jorge Silva Castelo, presidente da mesa da Assembleia declaro que concluído o escrutínio da Assembleia eleitoral, e feita a contagem dos votos, os seguintes resultados:

  • Votantes: 117;
  • Lista A: 116 votos;
  • Votos brancos: 1 voto;
  • Votos nulos: 0 votos.

É declarada como vencedora a Lista A, mantendo-se todos os elementos dos órgãos, sendo a Direcção composta por:

  • Francisco Leal;
  • Manuel Cunha;
  • Francisco Ramos;
  • Miguel Ferreira;
  • Francisco Pacheco.

 

1 de Dezembro de 2013

 

O presidente da Assembleia,

 António Castelo

13 dicas para poupar energia em 2013

Segundo algumas organizações ambientalistas, cerca de 16% do consumo de energia em Portugal tem lugar dentro das habitações. É um número elevado, mas que pode ser reduzido com algumas dicas fáceis.

Se ainda não olhou bem para estes artigos de dicas e conselhos, fica um alerta. Em 2013, a factura de electricidade volta a subir – 2,8%, em princípio – pelo que a eficiência e poupança energética representará um factor cada vez mais importante para a sustentabilidade económica das famílias.

Fique com 13 dicas para poupar energia e água neste Inverno e recorde outros conselhos de poupança.

1.Desligue as luzes sempre que uma divisão está vazia, nem que seja por 1 minuto.

2.Substitua lâmpadas incandescentes pelas economizadoras, não espera pela altura em que as primeiras cheguem ao fim de vida. Há lâmpadas que poupam mais de 80% em energia. A Deco diz que este gesto permitirá reduzir em 25% o consumo energético anual.

3.Desligue – mesmo – os aparelhos electrónicos, uma vez que estes continuam a consumir electricidade no modo stand-by.

4.Retire o carregador do telemóvel da tomada quando o seu aparelho estiver carregado. Ele continua a consumir energia.

5.Cozinhe com tachos tapados, para evitar perdas desnecessárias de calor.

6.Descongele os alimentos com antecedência, evitando assim utilizar o micro-ondas.

7.Prefira programas económicos das máquinas de lavar loiça e roupa, que gastam menos água e energia, especialmente se os utilizar com a carga máxima.

8.Evite a pré-lavagem e opte pelos programas de baixas temperaturas.

9.Aproveite o Sol e abdique das máquinas de secar roupa.

10.Reduza o tempo de abertura do frigorífico, que é responsável por 20% do consumo total deste equipamento. Assim, irá também levar à diminuição da acumulação de gelo, aumentando a capacidade de refrigeração e congelação.

11.Na hora do banho, pense nos litros de água desnecessários que irá gastar. Prefira um duche rápido a um banho de imersão.

12.Feche a torneira quando se ensaboa ou lava os dentes.

13.Opte por autoclismos com dois volumes de descarga, um de três e outro de seis litros. Se não quiser comprar um autoclismo novo, coloque uma garrafa cheia de água no respectivo depósito, diminuindo assim o volume total de cada descarga.

 Notícia adaptada de Greensavers.       

Nota: A adopção da tarífa bi-horária (11º conselho na notícia original) poderá ser vantajosa apenas em alguns casos, uma vez que embora exista um período (vazio) em que o tarifário é mais barato, existe também outro (fora de vazio) que é mais caro que a tarifa normal. Em suma, depende muito da distribuição do consumo de cada família.

Extinção de tarifas reguladas

Caro Consumidor(a),

Certamente já terá ouvido falar da liberalização do mercado de energia eléctrica em Portugal.

É um processo que teve o seu início no ano 2000 – para regimes com potências mais elevadas – e que está agora a chegar à sua recta final, com a extinção gradual das tarifas reguladas em Baixa Tensão Normal (Potência Contratada até 41,4kVa, inclusive), de modo a poder criar um mercado efectivamente concorrencial.

Este processo, para a Baixa Tensão Normal, vai ser concretizado em duas fases:

  • Primeira Fase – De 1 de Julho de 2012 até ao final de 2014 – para consumidores com potências contratadas a partir de 10,35kVa, inclusive;
  • Segunda Fase – De 1 de Janeiro de 2013 até ao final de 2015 – para consumidores com potências contratadas abaixo de 10,35kVa, exclusive.

Os consumidores d’A LORD, em Baixa Tensão Normal, que não queiram exercer o seu direito de passar a ser facturado no mercado liberalizado, poderão manter-se no mercado regulado, continuando a ser fornecidos pel’A LORD e sujeitos às tarifas de venda transitórias, fixadas pela ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos). Estas tarifas incluem um factor de agravamento, com vista a induzir à adesão gradual ao mercado liberalizado até aos limites temporais acima especificados.

A LORD, enquanto comercializador de mercado livre, está disponível para esclarecer qualquer dúvida existente relativamente a este tema, bem como a contratar fornecimentos de energia eléctrica no mercado liberalizado.

Para mais informações, por favor contacte-nos pelos meios habituais:

  • Pessoalmente, aos nossos balcões;
  • Telefonicamente, pelo 224 447 350;
  • Por email: cooperativa@alord.pt.

Poderá também consultar mais informações no site da ERSE (www.erse.pt).