Numa habitação existem diversos componentes que podem consumir energia e que podemos optimizar, de modo a conseguir um melhor uso e uma poupança dessa mesma energia. De um modo geral e aproximado (de notar que estes valores são aproximados) a distribuição do consumo doméstico é efectuada da seguinte forma:

Distribuição do consumo doméstico

Fonte A LORD

A optimização do nosso consumo energético não tem obrigatoriamente que ser proporcional à sua distribuição, até porque depende muito das nossas necessidades energéticas individuais. Por esta razão, devemos implementar esta optimização e os conselhos, que mais abaixo listamos, do modo que melhor se adaptar a cada um de nós e tendo sempre presente a seguinte regra: “O que não é necessário deve-se eliminar.”

Iluminação

  • Tente aproveitar ao máximo a luz solar, este tipo de iluminação é acessível a todos e gratuito, pelo que sempre que possa tente tirar partido dela;
  • Troque as suas lâmpadas incandescentes (vulgo, as tradicionais lâmpadas redondas com um filamento de volfrâmio) por lâmpadas fluorescentes compactas (vulgo, lâmpadas economizadoras), podendo chegar a poupar até 80% e têm uma durabilidade superior às outras;
  • Não deixe luzes acesas em locais desocupados, optando por colocar sensores de movimento nas zonas de passagem, que ligam e desligam a iluminação consoante estejam ou não a ser utilizadas;
  • Procure pintar as paredes da sua casa com cores claras, estas não exigem lâmpadas tão potentes para iluminar, quanto exigiriam paredes pintadas de cor escura, e não absorvem tanto o calor;
  • Para informações mais pormenorizadas, sugerimos que consulte os seguintes links:

Electrodomésticos e Equipamentos

Climatização

Outras Informações